03 agosto 2008

Mercadorias e futuro será lançado esta semana em São Paulo

Seu nome é Lirovsky. É da Interlândia. Escreve sobre o teto do vão do infinito e as pilastras desse salão que interferem na dança. Também sobre a visão que a platéia tem da big band dentro da casa labiríntica. Refaz uma pequena ponte, com ferro madeira de pilhagens, sobre dois poços cavados que descem paralelos pro fundo da terra. Todo fim de tarde o firmamento cai na minha rua, molha seus amigos. Essa lama viscosa que prega no sapato vem da geleira que se derreteu quando a luz distante furou as camadas cinzas carregadas de som. Há uma trilha que leva além, mas o único guia fala gritando cuspindo e cercou a área. Eis o mote poético (e não poderia ser diferente) do livro Mercadorias e futuros, de José Paes de Lira, que aguardo curiosa e sedenta. O lançamento será dia 5, em São Paulo. Outras informações aqui.

PS: A gorducha eu vi anteontem, um dia antes do meu aniversário (que não foi muito melhor do que os dias anteriores). Como não é minha amiga nem curte blogs - muito menos o meu -, sequer me agradeceu pelo que escrevi há alguns dias. Grande é a vala que nos separa. E mal sabe ela o quanto eu a conheço e admiro.

Um comentário:

Vivianne disse...

quem é essa gorducha?