14 outubro 2012

287/365
Kelly

Não podia ter mais do que doze anos na aparência - como conseguira aquilo? - e não parava de surpreender seu interlocutor. Na última pergunta, deixou-o esperar gagueira, falta de nexo ou embaraço. Fez uma longa pausa e respondeu impassível e eficiente. Fria, como era preciso. Era jovem e servia para o cargo, mas em pouco tempo aquilo seria pouco para ela. Coerentemente ambiciosa.

Um comentário:

Kelly Guimaraes disse...

Essa é de capricórnio. Igualzinho a mim. :-)
Kelly Lima